Petrobras adia projeto Parque das Baleias após efeitos da Covid-19

petrobras-671

Petrobras adia projeto Parque das Baleias após efeitos da Covid-19

Por Reuters
A Petrobras cancelou a licitação de afretamento de plataforma para atender o projeto e autorizou o início de um novo processo licitatório (Imagem: Reuters/Paulo Whitaker)

A Petrobras (PETR3PETR4) informou que, frente ao contexto econômico do cenário da Covid-19, será postergado em cerca de um ano o Projeto Integrado do Parque das Baleias, ficando o início de operação e primeiro óleo para 2024, conforme fato relevante divulgado nesta sexta-feira.

A companhia afirmou, porém, que será preservado o escopo do projeto que prevê o remanejamento de poços entre plataformas em operação no ano de 2022.

“Com a postergação, a Petrobras cancelou a licitação de afretamento de plataforma para atender o projeto e autorizou o início de um novo processo licitatório”, disse a estatal.

Na noite desta quinta-feira (15), a petroleira divulgou o início da fase vinculante referente à venda da totalidade de sua participação em um conjunto de sete concessões terrestres e de águas rasas que compõem o Polo Alagoas, no Estado nordestino.

A produção média do polo de janeiro a setembro de 2020 foi de 2,3 mil barris por dia (bpd) de óleo e condensado e de 878 mil metros cúbicos por dia de gás, gerando 1,1 mil bpd de líquidos de gás natural (LGN).

Fonte: Moneytimes/Reuters

COMPARTILHE

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn