ANGLOGOLD ASHANTI – R$ 8 milhões para projetos sociais

ANGLOGOLD ASHANTI

R$ 8 milhões para projetos sociais

A AngloGold Ashanti planeja investimento recorde de mais de R$ 8 milhões em projetos sociais em 2020, como parte da comemoração do calendário de seu aniversário de 185 anos de Brasil, celebrado até julho deste ano. Os recursos atenderão os municípios onde a companhia atua, como Barão de Cocais, Caeté, Nova Lima, Raposos, Sabará e Santa Bárbara, em Minas Gerais, e Crixás, em Goiás. “A plataforma de investimento social, ao promover a cultura e as tradições locais, a atenção social, a educação ambiental e a diversificação econômica, além de trazer muitos outros benefícios, é uma das principais iniciativas para concretizar nosso valor de tornar as comunidades melhores em função da nossa presença”, explica Othon Maia, gerente sênior de Comunicação e Relações Institucionais da AngloGold Ashanti.

A Anglo patrocinará a turnê da Orquestra Ouro Preto pelo terceiro ano. Além das apresentações em Caeté, Nova Lima, Raposos, Sabará e Santa Bárbara, a Orquestra fará uma apresentação inédita na cidade goiana de Crixás. A valorização da música é parte dos projetos Talentos de Ouro (Crixás) e Geração Música (Santa Bárbara), que promovem a iniciação musical e aprendizado de instrumentos.

Outro destaque é o programa Cultura e Sustentabilidade, que traz para alunos da rede pública de ensino apresentações teatrais, oficinas e apresentações de conscientização ambiental e promoção da cultura de sustentabilidade.

Em dezembro, o calendário cultural se encerra com o tradicional Natal Dourado, com decoração natalina e apresentações culturais gratuitas nas praças das cidades de Caeté, Nova Lima, Raposos e Sabará.

Na área esportiva a Anglo tem como foco os programas Excelência no Esporte, em Minas Gerais, e Futebol Pró-Cidadão, em Goiás.

Na área ambiental, a AngloGold Ashantipromove o Parcerias Sustentáveis –que está em seu 10º ciclo em 2020 – com recursos próprios de R$ 1,25 milhões para empreendimentos que proponham soluções sociais, culturais ou ambientais. As inscrições acabaram em novembro e atualmente o programa está selecionando as iniciativas, em processo que conta com a participação da própria comunidade.

Fonte: Brasil Mineral