Artigos

Cartilha-MINERAIS
Pedras preciosas
Os comitês de bacias

De meu livro Registros e Conjecturas, minha ORAÇÃO AO PEÃO SOTERRADO.

Álvaro

ORAÇÃO AO PEÃO SOTERRADO

Desculpem-nos Severinos, Raimundos, Josés e Edmilsons. Desculpem-nos por matá-los e aleijá-los aos magotes nas valas, galerias, muros e taludes que lhes soterram todos os santos dias.

Desculpem-nos por recebê-los das mãos criminosas das “Gatas” que os contratam por míseros salários, escoimando seus direitos trabalhistas e os alugando como animais às empreiteiras da vida.

Desculpem-nos por espalhá-los como cargas quaisquer pelas obras que se instalam por todos os cantos desse sul-sudeste encantado que lhes atraiu de seus sagrados confins.

Desculpem-nos por alojá-los como bichos escravos em dormitórios indecentes e sujeitá-los a todas cruéis e safadas exigências dos chefes de turma.

Desculpem-nos por nos “lixarmos” por sua juventude ou por sua velhice, pelos seus sonhos e pelas suas histórias e agruras de vida.

Desculpem-nos pela ausência hipócrita de nossas instituições fiscalizadores do bom e ético exercício profissional.

Desculpem-nos por sujeitá-los a todas essas vergonhas, sofrimentos e mortes aproveitando-nos de seu humano desespero por um emprego..

Desculpem-nos, Josés, Sebastiões, Antônios e Rivaldos, pelos Ministérios e Secretarias do Trabalho, pelos CREAs e pelos Tribunais e Juntas e Sindicatos do raio que os parta alegarem desconhecimento de suas humilhantes condições de trabalho.

Desculpem-nos pelas Promotorias e Delegacias não entenderem como crime doloso e hediondo a ordem do canalha que lhes mandou para o fundo da vala, para o pé do talude, ou para o interior da galeria sem condições de segurança.

Desculpem-nos, Severinos, Raimundos, Beneditos e Nonatos, por abandonarmos seus corpos amarrotados e sujos no IML, achando que suas famílias é que deveriam lhes cuidar e pagar as despesas da porcaria de seus enterros.

Desculpem-nos Marias, Antônias, Esmeraldas e Dorvalinas e seus tantos filhos, pelos maridos, filhos e pais que lhes roubamos aleijamos e matamos.

Desculpem-nos, Raimundos, Antônios, Edmilsons e Beneditos, mesmo não me incluindo entre os que lhes violentaram a dignidade e sua condição humana, assumo a missão, alguém, em nome da Geotecnia brasileira, teria que lhes pedir perdão.

Geól. Álvaro Rodrigues dos Santos

ARS Geologia Ltda.

Geologia, Geotecnia, Meio Ambiente

11 – 3722 1455

11 – 99752 6768

www.arsgeologia.com.br

http://noticiasmineracao.mining.com/2018/07/25/a-fantastica-fabrica-de-elementos-pesados/?utm_source=digest-pt-br-180725&utm_medium=email&utm_campaign=digest

/>Como um penhasco mudou para sempre a forma como entendemos a Terra (1)

ESTRADAS -Quedas de Barreiras - artigo
InundaAi??Ai??es recorrentes(DM)

MAPA TECTAi??NICO DA AMAi??RICA DO SUL
http://cprm.maps.arcgis.com/apps/webappviewer/index.html?id=6bd9c72461a142209a34341adbc8d695

UvarovitaCONHEAi??A OS 30 MINAi??RIOS MAIS BONITOS ENCONTRADOS NA NATUREZA

Para que serve um aquAi??fero – e o que o governo pode fazer com eles?
https://g1.globo.com/natureza/noticia/para-que-serve-um-aquifero-e-o-que-o-governo-pode-fazer-com-eles.ghtml

Corais na foz do Amazonas???
Artigo longo, mas vale muito a pena ler atAi?? o fim. Nunca se buy papers online cheap suspeitou que pudessem ter bancos de rodolitos em ambiente turvo e salobre.
piauAi??_123 [CiA?ncia & Tecnologia] O recife que ninguAi??m viu

O recife que ninguém viu

A?reas de risco:http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/alvaro-dos-santos-os-sistemas-de-alerta-em-areas-de-risco-escondem-crimes-de-omissao.html

 

Desempenho-do-Setor-Mineral-Ano-ExercAi??cio-2017-ilovepdf-compressed

30-ton meteorite uncovered in Argentina

A 30,800-kilogram meteorite has been unearthed in Argentina, and experts have declared it to be one of the largest meteorites ever found on Earth.

The discovery, made on the border of Chaco, about 1,078 km (670 miles) northwest compare and contrast paper topics of the Buenos Aires, has been attributed to a meteor shower that hit the region more than 4,000 years ago. Weighing in at more than 30 tons, the find has been controversially named the second largest meteorite on Earth, but until further tests are completed, itai??i??s too soon to give away that title just yet.

The undisputed king of Earth-based meteorites is a 66-ton whopper called Hoba, excavated in Namibia nearly a century ago. While the Hoba meteorite has been fully uncovered from its resting place in the Otjozondjupa Region of Namibia, due to its size, it has never been removed.

Itai??i??s thought to have slammed into Earth some 80,000 years ago, and its age has been estimated to be between 190 million and 410 million years. The rival contender for the second spot is El Chaco – a 37-ton meteorite discovered in the same Argentinian

field as this new find.

Now experts will need to perform additional weigh-ins to see if this new Argentinian meteorite, called Gancedo, can beat that and secure the title below Hoba.

“While we hoped for weights above what had been registered, we did not expect it to exceed 30 tons,” Mario Vesconi, president of the Astronomy Association of Chaco, told the Xinhua news agency over the weekend. “[T]he size and weight surprised us.”

The meteorite was uncovered in Campo del Cielo (meaning “Field of Heaven”), an area on the border between the provinces of Chaco and Santiago del Estero.

This surreal place is blistered with meteorite craters – at least 26 cover an area of just 3 km by 19.2 km (1.8 x 11.9 miles), the largest measuring 115
by 91 metres (377 x 298 feet), thought to have been impacted by a powerful meteor shower between 4,200 and 4,700 years ago.

An estimated 100 tons of space debris have been excavated from www slader com the site so far. The new Gancedo meteorite will now undergo a number of tests, firstly to confirm its weight, and secondly to confirm its status as an actual meteorite.

“We could compare the weight with the other large meteorite found in the province. Although we expected it to be heavier, we did not expect it to exceed 30 tons,” Vesconi told the Argentinian government’s news service, TAi??lam.

“We will weigh it again. Apart from wanting the added confidence of a double-check of the initial readings we took, the fact that its weight is such a surprise to us makes us want to recalibrate.”
Read more at http://www.geologyin.com/2016/10/worlds-second-largest-meteorite.html#4LXoZwFE1JEgf0pe.99