ATLANTIC NICKEL – Retomada das operações completa um ano

NICK

ATLANTIC NICKEL

Retomada das operações completa um ano

A Atlantic Nickel, única empresa produtora de níquel sulfetado no Brasil, controlada pelo grupo Appian Brazil, está completando um ano da retomada da operação de sua mina Santa Rita. Localizada no estado da Bahia, a operação produz minério de níquel utilizado para fabricação de baterias para carros elétricos, mercado em franca expansão.

Nesse período, a empresa informa que ultrapassou a produção de 57 mil toneladas de concentrado de níquel direcionadas ao mercado internacional e gerou 1.500 empregos diretos, com destaque para trabalhadores contratados em Ipiaú (43%) e Itagibá (23%).

“Estamos no caminho certo para um crescimento sustentável de olho num mercado com grande potencial que é o setor de eletrificação. Nosso foco é trabalhar para atender esse mercado sempre com muita segurança e responsabilidade”, afirma Paulo Castellari, CEO do Grupo Appian Brazil.

Após um ano de operação, a Atlantic Nickel já tem planos de crescimento: recentemente apresentou ao mercado uma Avaliação Econômica Preliminar, ou PEA, na sigla em inglês, que prevê a expansão de oito para 34 anos as operações da Mina Santa Rita, por meio de uma operação em mina subterrânea. A projeção é dobrar a capacidade produtiva com o início da operação subterrânea, prevista para 2028, o que vai elevar o tempo de vida útil da mina (8 anos de mina a céu aberto + 26 anos de mina subterrânea). De acordo com a Avaliação Econômica Preliminar, cerca de US$ 355 milhões devem ser investidos nos primeiros cinco anos desta nova fase.

De acordo com Castellari, até agora os investimentos da Atlantic Nickel proporcionaram uma injeção superior a R$ 16 milhões na economia da região, com a aquisição de serviços e bens de fornecedores locais, e a distribuição de renda, com quase 70% dos trabalhadores locais das cidades de Ipiaú, Itagibá, Ibirataia, Ubatã e Barra do Rocha. A empresa também paga uma média de R$ 7 milhões em CFEM por ano.

Fonte: Brasil Mineral

COMPARTILHE

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn