AURA MINERALS PRETENDE FAZER IPO NA BOLSA BRASILEIRA NO PRÓXIMO MÊS

AURA MINERALS PRETENDE FAZER IPO NA BOLSA BRASILEIRA NO PRÓXIMO MÊS

A Aura Minerals fez novo pedido de registro para realizar uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) no mercado brasileiro. Segundo a companhia, inicialmente serão oferecidos 331.033 BDRs (Brazilian Depositary Receipts), cada um equivalente a uma ação ordinária da companhia, que estima preços unitários entre R$ 820 e R$ 990 para os papeis.

“A companhia espera que a determinação do preço por BDR ocorra em 2 de julho”, observa a Aura em comunicado divulgado nesta quarta-feira (24), no qual ressalta que o número de papeis da oferta inicial pode crescer em até 15% e que o valor “pode ser definido acima ou abaixo” da faixa estimada pela empresa, de acordo com o interesse de investidores.

“Nenhuma preferência ou prioridade será concedida aos atuais acionistas da companhia”, acrescenta a nota.

A Aura também prevê uma oferta secundária de 626.090 BDRs de “um determinado acionista” da companhia

O IPO e a listagem da mineradora na Brasil, Bolsa, Balcão (B3) estavam planejados inicialmente para ocorrer no começo de abril. No entanto, o avanço da pandemia causada pelo novo coronavírus fez com que a empresa baseada nas Ilhas Virgens Britânicas adiasse o projeto, que já havia sido comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) brasileira

Fontes do mercado afirmaram que a estimativa da Aura seria a de captar aproximadamente R$ 800 milhões com a oferta inicial. Apesar de não confirmar valores, a companhia afirma que os recursos resultantes da emissão dos papeis serão utilizados para financiar o “desenvolvimento, manutenção e expansão contínuos dos ativos produtores da companhia; exploração e desenvolvimento de projetos que ainda não estão em produção comercial; e reforço da estrutura de capital”.

No Brasil, a Aura opera o complexo de ouro Ernesto/Pau-a-Pique, no Mato Grosso, e possui também os projetos de ouro Matupá e São Francisco, no mesmo Estado, além do projeto de ouro Almas, no Tocantins.

A empresa possui a mina de ouro San Andres, em Honduras, e a mina de cobre Aranzazu, no México. A Aura ainda tem o projeto de ouro Tolda Fria, que está em desenvolvimento na Colômbia.

Fonte: Notícias de Mineração/ADIMB

COMPARTILHE

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn