MINÉRIO DE FERRO – Reativação de operação no Amapá

PorAGEGO Goiás

MINÉRIO DE FERRO – Reativação de operação no Amapá

MINÉRIO DE FERRO

Reativação de operação no Amapá

Investidores da inglesa Cadence Minerals, representados pelo diretor-geral Kiran Marzaria e da asiática Indo Sino Trade PTE, baseada em Singapura, se reuniram no dia 20 de agosto, em Macapá (AP), na OAB Amapá, para apresentar o plano de investimento, esclarecer dúvidas e conversar com a comunidade, autoridades, credores da mineradora Zamin, com o objetivo de esclarecer todos os pontos relevantes do plano de investimento e recuperação apresentados.

No último dia 15 houve a primeira chamada para instalação da Assembleia Geral de Credores do processo de recuperação judicial da Zamin Mineração. O encontro aconteceu no auditório do Hotel Clarion, em São Paulo, e no auditório da OAB/Amapá, onde compareceram credores e advogados amapaenses, no intuito de analisar e votar o plano de recuperação apresentando por novos investidores. Os novos investidores apresentaram um plano de investimento e recuperação da planta mineral, que representa investimento na infraestrutura da capacidade instalada do Porto, Estrada de Ferro e Mina. Além do plano apresentado, as investidoras já depositaram em Juízo US$ 2,5 milhões, montante para pagar os empregados habilitados no processo e micro e pequenos empresários com crédito de até R$ 50 mil.

Além dos US$ 2,5 milhões, a Cadence investirá mais US$ 3,5 milhões no recomissionamento da planta e em capital de giro. Com isso, ela tem direito a uma participação de 27% na Pedra Branca Alliance, que controlará os ativos de mineração e infraestrutura que pertenciam à Zamin. Já a IndoSino se compromete a aportar US$ 49 milhões, ficando com uma participação de 73% na Pedra Branca.

Fonte: Brasil Mineral

Sobre o autor

AGEGO Goiás editor