VALTERRA AUMENTA CAPTAÇÃO PELA SEGUNDA VEZ PARA APORTE EM PROJETO DE OURO NO MT

VALTERRA AUMENTA CAPTAÇÃO PELA SEGUNDA VEZ PARA APORTE EM PROJETO DE OURO NO MT

A Valterra Resources anunciou na terça-feira (30) um novo aumento de emissão de ações com o objetivo de captar recursos para aquisição do projeto de ouro Lima, no Mato Grosso. Segundo a companhia canadense, o novo incremento de capital será feito com o objetivo de captar o equivalente a cerca de R$ 7,5 milhões.

Os recursos, de acordo com o comunicado da empresa, serão destinado à aquisição da companhia brasileira que detém 100% da propriedade, além dos “trabalhos de exploração inicial em preparação” para uma amostragem dos recursos do projeto e capital de giro.

A aquisição do projeto foi negociada por 500 mil dólares canadenses, equivalentes hoje a cerca de R$ 1,9 milhões. Ao comunicar o acordo, a Valterra havia anunciado a emissão de 15 milhões de ações para captar R$ 2,9 milhões.

Na mesma semana, porém, afirmou que faria um aumento ainda maior de capital emitindo 5 milhões de ações adicionais com a previsão de arrecadar R$ 3,7 milhões.

Agora, segundo a companhia, o total de ações a serem emitidas será de 28 milhões. Os papeis serão negociados nas mesmas condições anteriores: preço unitário de US$ 0,05, sendo que cada unidade corresponde a

uma ação ordinária e uma opção de compra exercível por até quatro anos para aquisição de nova ação por US$ 0,10, com período de guarda de, ao menos, quatro meses após a emissão.

Lima

Lima é uma propriedade de 172 ha no município de Poconé (MT). O projeto é considerado pela Valterra uma “rara oportunidade de adquirir uma propriedade de ouro altamente prospectiva em termos excepcionalmente atraentes”, além de grande “potencial de acelerar o processo de produção”.

Na região, há 17 minas de ouro em operação, com produção anual de 250.000 onças de ouro. “O Cinturão Mineral Poconé tem um enorme potencial inexplorado de descoberta com infraestrutura bem desenvolvida, incluindo acesso a energia, água, principais rodovias, aeroportos e mão de obra altamente qualificada e prestadores de serviços experientes”, salienta a Valterra.

Fonte: Notícias de Mineração/ADIMB

COMPARTILHE

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn